Em meio a tantas mudanças, atividades, compromissos,  informações e estímulos, está cada vez mais desafiador atuarmos em nosso dia a dia com foco. Nossa mente continuamente nos transporta para o passado ou para o futuro, nos tirando do presente, do aqui e agora, de onde nos encontramos, e da missão que estamos exercendo naquele exato momento. Esse é um padrão de funcionamento da mente, na tentativa de permanecer no controle das coisas e ao fazer isso, paradoxalmente, ela nos tira a condição daquilo que realmente temos a possibilidade de dominar, que é o que estamos realizando no momento em que nos encontramos, ou melhor dizendo, a possibilidade de assegurar ao máximo os resultados que queremos obter, por meio da atenção, do foco e do investimento no que estamos fazendo no presente. Essa é a única maneira que temos de influenciar o futuro. Como afirma Eckhart Tolle, o Agora é a coisa mais importante que existe porque é a única coisa, é tudo o que existe, pois a vida é agora e o momento presente é a única coisa que realmente possuímos.

A qualidade de nossas ações, o êxito em nossas atribuições, depende de foco e este só se torna possível em nossa atuação, quando exercemos o estado de presença ou atenção plena (mindfulness) – a capacidade de habitar plenamente a experiência.

Praticar a atenção plena é uma maneira de você respeitar e validar as escolhas que fez, de reafirmar os compromissos assumidos em se doar e fazer o seu melhor em suas atividades cotidianas, seja como pai, mãe, gerente, amigo ou profissional.

Afinal, de que adianta estar em casa com a cabeça no trabalho ou vice versa?  Onde quer que você esteja, o que quer que esteja fazendo, aceite e assuma como uma escolha sua e faça o seu melhor na ocasião. Assim, você também se livrará de frustrações e sofrimentos futuros por não ter feito o que deveria e da maneira como gostaria de ter feito.

Outra estratégia importante para manter o foco, é fazer a gestão do tempo. Já é sabido que na grande maioria das vezes, o dia, 24 hs, tem sido insuficiente para darmos conta de tudo o que precisamos ou gostaríamos de fazer. Então, como tornar o nosso tempo mais produtivo e satisfatório para nossas demandas? Organização, planejamento e gestão do tempo! É necessário haver a organização da rotina, considerando compromissos, horários, recursos, atividades... a velha e boa agenda. Muitos de nós não fomos orientados e educados a valorizar o planejamento. No entanto, essa é uma prática essencial para se alcançar  qualidade de vida e resultados satisfatórios nos desafios. O planejamento é a trilha a ser percorrida entre a situação atual que você se encontra (ponto de partida) e a situação desejada que você almeja alcançar (ponto de chegada). Planejar inclui você definir objetivos, metas, prazos e as ações necessárias para chegar lá! Nesse processo tem algo crucial, que faz toda a diferença: definição de prioridades, o que também quer dizer, fazer escolhas!

Não podemos estar em dois lugares ao mesmo tempo, não temos recursos financeiros e nem tempo para fazer tudo ao mesmo tempo agora. Então, é necessário definir critérios, prioridades e fazer escolhas com base nos objetivos e resultados que se quer obter,  analisando prós e contras, benefícios e prejuízos, perdas e ganhos. Assim é a vida, nos colocando cara a cara com o livre arbítrio a todo instante.

Segundo Stephen Covey, o modo como você passa seu tempo é resultado do modo como você vê seu tempo e da maneira como encara suas prioridades. Fique ligado porque ao longo da caminhada, não faltarão interferências dos chamados desperdiçadores ou ladrões do tempo: ligações telefônicas, whats app, mensagens, e-mail, distrações para desviar sua atenção e lhe tirar do foco de suas responsabilidades. Por isso volta e meia, pergunte-se e responda a essas simples perguntas:

- O que é que eu vim fazer aqui?

- Qual é a minha missão neste momento?

- O que é mais importante que eu faça agora?

- Qual deve ser a minha entrega nessa situação?

São questões que podem ajudá-lo  a lembrar das suas prioridades e a manter o foco.

Muitas vezes, deixamos nos desviar dos nossos objetivos pela dificuldade em dizer não para aqueles que nos interpelam. Costumo dizer para meus pacientes e coachees, que temos várias maneiras em dizer não e que o “segredo” está em como você diz. Com  educação, empatia e argumentos honestos demonstrando porque não pode atender o outro naquele momento, fica bem mais fácil para obter  a compreensão e aceitação do mesmo em relação à recusa feita.

É importante aprender  a dizer sim  para suas prioridades e compromissos em primeiro lugar, a fim de atuar com profissionalismo, ser  efetivo em sua ações e consequentemente, favorecer também o coletivo que se beneficiará das entregas do seu trabalho.

Fique atento às suas escolhas no dia à dia e lembre-se: ter foco também é uma questão de escolha!  “O mais poderoso é aquele que tem poder sobre si mesmo” (Sêneca)

 

Renata Castello Branco

Psicóloga Clínica, Coach, Facilitadora de Desenvolvimento Humano e Organizacional e Diretora da Excelência Consultoria RH.

ARTIGO

COMO MANTER O FOCO E GANHAR QUALIDADE E PRODUTIVIDADE EM SUA ROTINA

 

End.: Av. Antônio Carlos Magalhães, 2573 - sala 1106 Ed. Royal Trade - Parque Bela Vista - Salvador - Bahia

 

Tel.: + 55 71 3351- 1964 | 98165-2046

 

E-mail: renatacastellob@excelenciaconsultoriarh.com

Desenvolvimento do WebSite: Assessoria de Comunicação Integrada :: Daniela Ruriz +55 71 99900-6201 daniruriz@hotmail.com

  • Facebook Social Icon
  • Instagram Social Icon